Principal / AEITA Informa / Comissão de Planejamento Estratégico do ITA se reúne pela 1ª vez
27.06.2012

Comissão de Planejamento Estratégico do ITA se reúne pela 1ª vez

Encontro teve como objetivo apresentar metas para o plano de expansão do ITA.

Foto: Comissão de Planejamento Estratégico do ITA

 

No dia 15 de junho, o grupo de Comissão de Planejamento Estratégico do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) se reuniu para debater e definir algumas idéias sobre o Plano de Expansão do ITA. O encontro teve como objetivo apresentar metas para o planejamento do plano de expansão, incluindo a visão sobre o Centro de Inovação da Instituição.

Durante a 1ª reunião conjunta, o grupo apresentou experiências em planejamento estratégico e boas práticas dos cursos de Engenharia no Brasil e no Exterior.

"O encontro foi muito estimulante e interessante. Parabenizo a Administração do ITA pela iniciativa de projetar  o Instituto para o século XXI. Os engenheiros do ITA são muito bem formados e vejo seus futuros cada  vez mais promissores. A importância do ITA e dos seus engenheiros só tenderá a crescer no cenário nacional", disse o Secretário Executivo do Ministério da ciência, tecnologia e Inovação (MCTI), Álvaro Toubes Prata.

O encontro contou com a participação dos membros externos da Comissão: ex-reitores do ITA,  Tenente Brigadeiro-do-ar Reginaldo dos Santos e Michal Gartenkraut; ex-reitor da USP Roberto Lobo; Ricardo Magnus Osório Galvão entre outros.

O reitor do ITA, Carlos Pacheco, falou um pouco sobre o plano estratégico como oportunidade de repensar a Escola contou resumidamente a história da Instituição com alguns gráficos de aprovação no Vestibular e apresentou idéias de inovação para os parceiros. “O ITA é uma escola diferenciada e incorpora valores das Escolas norte-americanas. Fomos muito inovadores neste aspecto”, afirmou.

Ainda em seu discurso, o Reitor deixou claro que a idéia do Centro de Inovação será uma oportunidade única de investir nos melhores Engenheiros do Brasil. “Os estudantes do ITA são o nosso melhor produto. Precisamos renovar o curso de Engenharia, ampliar a Instituição, pois estamos com engenheiros que tem tudo para brilhar no mundo”, completou.

O professor Takashi, da Divisão de Engenharia Eletrônica, abordou temas como: a história dos engenheiros do século XXI, uma breve história sobre o ensino superior, o cenário mundial esperado na área de engenharia, as características desejadas do engenheiro, as iniciativas pioneiras do ITA e os grandes desafios nacionais e globais.

O Vice-Presidente e Engenheiro chefe da EMBRAER, Emilio Kazunoli Matsuo, disse em entrevista que o engenheiro do futuro deve ter na área de atuação, a capacidade de criar a visão de futuro e fazer acontecer esse futuro. Em outras áreas que não a sua, ter a capacidade de ler a tendência futura e se preparar antecipadamente a essa tendência.

 “Creio que o que faz e fará a força do ITA é a qualidade dos alunos que a escola seleciona. O foco, portanto, das ações para desenvolvimento da escola, deve estar nos alunos. Como criar para eles mais oportunidades de acesso ao conhecimento? E de acesso à diversidade do conhecimento? Com o apoio governamental para a duplicação, e mantendo o foco na qualidade dos alunos selecionados, o ITA tem agora uma enorme oportunidade. Os engenheiros do ITA têm sido fundamentais para o desenvolvimento do Brasil. A iniciativa atual pode fazer com que sejam ainda mais determinantes no futuro”, concluiu o diretor científico da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do ITA/ Jornalista Colaboradora: Carla Dutra

Crédito Foto: SD Silva Santos / Gabinete do ITA

Visualizar todos

Indique para um amigo, clique aqui.