Alexandre Medeiros

De wikITA

Discursando, o Nobre Deputado, Eng Pedro Luiz Teruel

Moleque que vendia balas no H8 no final dos anos 50 conforme atesta poema em sua homenagem transcrito abaixo, e que em 1969 conseguiu realizar seu grande sonho de entrar para o ITA e cursar Engenharia junto com a Turma de 1973, tornando-se assim o mascote e ídalo (sic) da turma.

Na foto ao lado, inauguração do busto do imortal Alexandre Medeiros por ocasião do Grande Encontro de 30 anos da Turma de 1973.

  • Onde está você Alexandre Medeiros?
  • Erick Sergio Schmidt de Andrade
  • Feristrela - Turma de 1960
  • Busquei
  • Cheio de saudades e emoção
  • Um colega perdido
  • Na estranha incógnita
  • No tempo-espaço
  • Dos antigos alunos,
  • Alunos antigos,
  • Eu sabia
  • E com saudosa devoção
  • Mas onde estará êle?
  • O que faço?
  • Prá achar nosso
  • Alexandre
  • Dito Medeiros
  • Vivendo quem sabe,
  • Na dureza da vida,
  • Com iteana inspiração;
  • Estarás espalhando tecnologias?
  • Curtindo saudades
  • Do agá oito, oito agá
  • E do gagá
  • Dito nojento,
  • Famoso instrumento
  • Da nossa científica formação?...
  • E neste meu arremedo
  • De poeta engenheiro
  • Em saudosa gozação
  • Pergunto novamente
  • Onde estará Medeiros
  • Entre tantos engenheiros
  • Solitário,
  • Vivendo sua decantada profissão?
  • Ajudem por favor,
  • A AEITA, ao Olsen
  • Prá êle não ficar na desilusão
  • E não esqueçam
  • Que cada um de nós
  • Pode ter o seu amigo
  • Medeiros
  • Perdido no tempo-espaço,
  • Da dureza da vida
  • No agá oito, eterno gagá
  • Precisando aflito
  • De nossa compreensão.

Glossário

Ferramentas pessoais