Antônio Ivaldo Machado de Andrade

De wikITA

Engenheiro Mecânico-Aeronáutico, CREA-SP Profissional Credenciado em Aeronavegabilidade, ANAC Mecânico de Manutenção Aeronáutica, ANAC/FAA Elemento Credenciado em Segurança de Vôo, CENIPA email: antonioivaldo@yahoo.com

Formação Acadêmica

2010, Especialização em Segurança da Aviação e Aeronavegabilidade Continuada, ITA 2009, MBA em Gestão Empresarial, Fundação Getúlio Vargas 2001, Engenharia Mecânica-Aeronáutica, Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Experiência Profissional

Líder Táxi Aéreo – Unidade de Operações de Helicópteros Nov/2014 → hoje Gerente Geral de Manutenção Responsável Técnico, RBAC 145, e Diretor de Manutenção, RBAC 135, supervisionando os setores de Aeronavegabilidade, Engenharia (HUMS, CASS e Troubleshooting), Planejamento de Materiais e Inspetoria Técnica. Avaliação Técnica, Contratos de Leasing, Especificação de Aeronaves, Recebimento/Devolução de Aeronaves. Planejamento, programação e supervisão das atividades da manutenção para assegurar a disponibilidade das aeronaves dentro de um custo adequado.

Líder Táxi Aéreo – Unidade de Operações de Helicópteros Nov/2006 → Nov/2014 Gerente de Manutenção Responsável pela Qualidade dos Serviços, RBHA 145, e Diretor de Manutenção, RBHA 135, supervisionando os setores de Engenharia, Controle Técnico de Manutenção, Biblioteca Técnica e Inspetoria Técnica. SASC - Sistema de Análise e Supervisão e Continuada, acompanhando as discrepâncias por capítulo ATA e confiabilidade dos componentes com foco na disponibilidade das aeronaves. Acompanhamento de auditorias de requalificação perante as Autoridades Aeronáuticas, acompanhamento de Vistoria Técnicas de Aeronaves. Acompanhamento de auditorias perante os clientes, conforme padrão de Aviação da OGP (Oil & Gas Producers), incluindo Petrobras, SHELL, Chevron, Devon, BG, Schlumberger, Repsol, Statoil, etc. Revisão do Manual Geral de Manutenção – MGM, Manual de Procedimentos para Inspeção – MPI, Lista de Equipamentos Mínimos – MEL e Plano de Manutenção. Revisão da Fichas de Inspeção conforme Plano de Manutenção da Líder e conforme Programa de Manutenção do Fabricante. Revisão dos materiais e ferramentas necessários para as inspeções. Suporte Técnico de Engenharia às bases (Procedimentos de Manutenção, Critérios de Inspeção, Programas de Manutenção, Manutenção aprovada para a base, contato técnico com Fabricantes, etc.)

Piquiatuba Táxi Aéreo Set/2005 → Out/2006 Gerente Técnico Responsável pela Qualidade dos Serviços, RBHA 145, e Diretor de Manutenção, RBHA 135, supervisionando os setores de Controle Técnico de Manutenção, Biblioteca Técnica, Ferramentaria e Inspetoria Técnica. Adequação da Estrutura Física da Empresa às Normas do RBHA 145, bem como contratação de pessoal qualificado e aquisição dos Manuais e serviços de revisão aplicáveis. Homologação Inicial da oficina de Manutenção conforme RBHA 145. Responsável pela elaboração, aprovação e revisão do Manual de Procedimentos para Inspeção – MPI.

PENTA Jan/2002 → Jun/2002 e Nov/2004 → Mai/2005 Gerente do Controle de Qualidade. Responsável pela Qualidade dos Serviços, RBHA 145, e Diretor de Manutenção, RBHA 135, supervisionando os setores de Controle Técnico de Manutenção, Biblioteca Técnica, Ferramentaria e Inspetoria Técnica. Acompanhamento de auditorias de requalificação perante as Autoridades Aeronáuticas, acompanhando Vistorias Técnicas de Aeronaves.

Sete Táxi Aéreo Jan/2004 → Out/2004 Gerente de Engenharia e Manutenção Responsável pela Qualidade dos Serviços, RBHA 145, e Diretor de Manutenção, RBHA 135. Reestruturação da Área Técnica, enquadrando nos padrões da legislação Aeronáutica, incluindo a ciação da Biblioteca Técnica, Engenharia e Seção de Registros de Manutenção para atender clientes 145. Elaboração do Manual de Procedimentos para Inspeção – MPI, Manual Geral de manutenção – MGM e Lista de Equipamentos Mínimos – MEL. Acompanhamento de auditorias de requalificação perante as Autoridades Aeronáuticas, acompanhamento de Vistorias Técnicas de Aeronaves. Planejamento, programação e supervisão das atividades da manutenção para assegurar a disponibilidade das aeronaves dentro de um custo adequado.

Schlumberger Serviços de Petróleo Out/2002 → Dez/2003 Engenheiro de Campo Engenheiro de Campo, atuando nas áreas de Drill Steam Testing e Completions, em países como Angola, França, EUA, Espanha, Escócia, Rússia e Hungria.

Rico Linhas Aéreas Jul/2002 → Set/2002 Gerente do Controle de Qualidade Responsável pela Qualidade dos Serviços, RBHA 145, e Diretor de Manutenção, RBHA 135, supervisionando os setores de Controle Técnico de Manutenção, Biblioteca Técnica, Ferramentaria e Inspetoria Técnica. Acompanhamento de auditorias de requalificação perante as Autoridades Aeronáuticas.

Trabalhos Sociais Projeto Ágape, Ago/2011 → Dez/2012 Professor de Matemática para crianças carentes

Projetos MRSG (Maintenance Review Steering Group) Sikorsky S-92 , Out/2012 → atual Grupo composto de profissionais da área de manutenção, de todos os continentes, representando os principais operadores da aeronave SIkorsky S-92, que tem por objetivo identificar oportunidades de melhoria no Programa de Manutenção da aeronave utilizando a experiência operacional para reduzir os custos diretos de manutenção, incrementar a confiabilidade da aeronave e seus componentes, e reduzir a carga de trabalho para a equipe de manutenção.

MSG-3 (Maintenance Steering Group, 3rd) Bell 525 Relentless, Jun/2014 → atual Grupo composto de profissionais com larga experiência em manutenção de helicópteros, responsável pela criação do Programa de Manutenção do Helicóptero Bell 525, utilizando um processo baseado em lógica, em conjunto com o FAA, EASA e Transport Canada. No final dos trabalhos será gerado o Maintenance Review Board Report (MRBR) com os requisitos mínimos de tarefas/intervalos de manutenção.

Publicações Fatores Humanos na Manutenção de Helicópteros da Aviação Offshore no Brasil, Instituto Tecnologico de Aeronautica , 2010 Autores: Antonio Ivaldo Machado de Andrade, Fabricio Araújo da SIlva, Maurício Luiz Maranhão Pinto, Natália Azevedo da Silva von Poser Resumo: O estudo de Fatores Humanos relacionados à aviação começou com a tripulação, com o que se obtiveram bons resultados; porém, para que esse assunto seja amplamente dominado e possa, assim, gerar bons resultados na amplitude de que a aviação precisa, muitos estudos devem ainda ser feitos nos campos de manutenção, aumentando a cada dia mais a segurança da aviação. Nas operações de transporte e logística para as plataformas de prospecção de petróleo, o helicóptero é o meio de transporte mais amplamente utilizado, apresentando peculiaridades tanto em sua operação, quanto no seu processo de manutenção. Visando a aumentar o nível de segurança hoje apresentado na aviação offshore, este trabalho apresenta o panorama dos Fatores Humanos incidentes na manutenção a partir da análise de uma pesquisa de campo feita através de um questionário respondido por mecânicos de manutenção de empresas prestadoras de serviço de transporte regular para as plataformas. Dentro deste panorama, são identificados os Fatores Humanos que representam riscos na operação da aviação offshore e como podem ser implementadas barreiras para reduzir ou extinguir a possibilidade de um desses fatores gerar um incidente ou acidente. O trabalho compara os resultados obtidos com aqueles encontrados no cenário internacional, destacando-se os chamados Dirty Dozen Elements, as doze maiores causas de erros de manutenção.

Cursos Systems-Theoretic Accident Model and Processes (STAMP), ITA-MIT, 18 a 22-nov-13 Auditor Interno ISO 9001/14001/ OHSAS 18001/ NBR 16000, Bureau Veritas, 14-mai-10 Bow-tie Methodology, Lider, 04-mai-10 Sikorsky S-92A Maintenance Initial, FlightSafety International, 08-mai-09. Familiarização de Vistorias de Aeronaves, GGCP-ANAC, 07-nov-08. Sikorsky S-76C++ Maintenance Electrical, FlightSafety International, 09-nov-07. Manutenção de Campo do Bell 212/412, Líder Táxi Aéreo, 02-fev-07. Manutenção de Campo do Sikorsky S-76 A/C+/C++, Líder Táxi Aéreo, 13-dez-06. Familiariação Cessna 208 A/B Caravan, StarFlight, 29-abr-04. Familiarização King Air 200/B200/300/350, StarFlight, 24-abr-04. Curso de Prevenção de Acidentes - Fator Material, CENIPA, 21-mai-04

Links externos

http://www.antonioivaldo.com.br

http://www.linkedin.com/in/antonioivaldo[1]


Turma de 2000

Turma de 2001

Ferramentas pessoais