Benedito Tinoco Natalino

De wikITA

Era o maître do primeiro refeitório do COCTA nos anos 50, que atendia aos alunos do ITA antes da construção do H-13 e por esta razão o restaurante ficou conhecido como Natalino.

Sua filha Emília é casada com Durval Bencini (AERON-59).


Nota de falecimento - São José dos Campos

  • Benedito Tinoco Natalino, idade: 101
  • Data de Falecimento: 19/01/2013
  • Velório: Urbam IV
  • Sepultamento: Cemitério Padre Rodolfo de Komorek, dia 19/01/2013 às 15h00


Pequenas lembranças de Emília e Durval

                                   UMA VIDA DEDICADA À AERONÁUTICA

Devido à sua boa experiencia na administração de restaurantes, foi convidado e aceitou ser transferido do Parque da Aeronáutica de São Paulo para trabalhar num novo refeitório do então COCTA. Era o ano de 1949; mudou-se com a família e colaborou na construção do refeitório. Este ficou conhecido como o "rancho", construido em madeira, situado próximo ao E2.

Atrás do rancho havia uma casa na qual morou com a família.

De fácil convivência social, fez logo muitas amizades com os alunos do ITA. Delas contam-se muitas passagens e histórias até hoje lembradas. O nome Natalino consta no "Glossário dos Iteanos" do nosso livro Histórias para contar, amigos para encontrar.

Chefiou o retaurante até 1964, quando aposentou-se. Continuou morando em São José dos Campos, na Vila Ema. Viúvo, veio a falecer em janeiro deste ano de 2013, logo após ter completado 101 anos de idade.


Técnicos, instrutores e pessoal de apoio da T63

Natalino

Ferramentas pessoais