Carlos Alexandre Binns

De wikITA

Dezembro 2008, no E2 do ITA
  • Nasceu no Rio de Janeiro, prestou vestibular no Rio, reside em São Paulo.
  • Primeiro emprego- CTA - Inicio do Depto. de Homologação de Aeronaves. Sua primeira missão foi participar da homologação da conversão para cargueiro dos bombardeiros quadrimotores de longo alcance PB4Y2 adquiridos pela empresa brasileira ASAS. Os ensaios críticos em vôo foram realizados com a co-participação do Brigadeiro Piva e do proprietário das aeronaves Cmdte. Childerico Mota - ex-Aerovias Brasil - na época o recordista de horas de vôo comercial do Brasil. Em seguida foi convidado pela Avitec-Motortec de 1962 a 1964 para o projeto de um bimotor para transporte executivo de 6-8 lugares. Em 1964 o projeto foi descontinuado por falta de verbas do Ministério da Aeronáutica, caso contrário teria sido o precursor do Bandeirante!
  • Fundador e primeiro vice presidente do Clube de Voo a Vela do CTA, tornando-se junto com o Guido e o Junqueira os instrutores da turma de 60 que deram proseguimento ao desenvolvimento do Voo a Vela para as novas turma do ITA. Durante o periodo em que o CVV-CTA não dispunha de avião rebocador capaz de rebocar planadores de instrução esta turma de pilotos era conhecida como a PANELINHA.
  • Obteve a aprovação do Brig. Montenegro e Prof. Vandaele para projetar e construir a aeronave Panelinha com a missão de se tornar o Rebocador de Planadores, para os Clubes de Vôo a Vela. Foi o primeiro avião projetado e construido por Iteanos, como Trabalho Final do Curso do ITA da turma de 60 (Binns, Guido, Giarola, Aloysio e Junqueira). O Panelinha foi operacional durante muitos anos no CVV-CTA. Não se sabe ainda o paradeiro da aeronave que deveria estar no museu do ITA. Em 1961 foi autorizado pela Direção do IPD para proceder os ensaios em vôo de estabilidade e controle do planador Periquito II, parte integrante do trabalho de graduação do seu colega Heitor Fernandes Serra da T-61.
Da esquerda para direita: Binns, Tor, Ulian, Rabi e Carlos




  • Primeira turma do ITA (1960) especializada em Projeto de Motores a Reação sob a orientação do Prof. Nedo Eston de Eston, recém chegado do Depto de Projetos da Rolls Royce, em foto tirada em Dezembro de 1960 no Laboratório de Motores. Atrás se vê um reator Rolls Royce Avon RA7R com afterburner, para 9600 lb de empuxo estático, que serviu de inspiração para o nosso projeto para reator de 15000-20000 lb de empuxo. Quatro anos mais tarde este curso e os projetos foram descontinuados, surgindo nos USA os motores Pratt & Whitney JT-3.


Detentor da insígnia de vôo a vela C de Prata
Primeira participação do CVV-CTA em Campeonatos Brasileiros. Carlos A. Binns, Guido Pessotti e Waldecy Gonçalves todos da T 60, preparando Joseph Kovács nosso primeiro instrutor de vôo na decolagem com o planador BN-1 para o Campeonato Brasileiro de Vôo a Vela em Botucatu, 1959.
Foto histórica da inauguração do Departamento de Projetos da AVITEC Ind Aeronáutica em SJC em 1962 para iniciar o projeto do Bimotor Executivo para 6/8 lugares. Da esquerda para direita: Dionysio Setti Júnior (AERON-51), Roberto Alkindar Seixas Pampolha (AERON-55), Francisco Leme Galvão (AERON-59), Washington Luiz de Gouvêa (AERON-53), Carlos Alexandre Binns (AERON-60), Antônio Carlos Junqueira de Moraes (AERON-51) - Sócio Diretor da AVITEC-MOTORTEC e Dilson Faria Pessoa (AERON-57)

Ferramentas pessoais