Carlos Ricardo Peixoto Hartmann

De wikITA

1959, na equipe de vôlei da T63
1963
2008, no encontro da T63 em Guararema, SP
Da sua pg. na Syracuse University

O colega Hartmann faleceu em 21/4/2015 nos Estados Unidos, onde residia. Segundo o Dutra (T63), "Após uma queda, na qual fraturou a coluna logo abaixo da nuca, chegou a ser operado, mas ficaria totalmente paralisado. Estava todo monitorado e com aparelhos que o mantinham. Com a determinação que sempre o distinguiu, ele mesmo solicitou que fossem desligados os aparelhos." Segundo o Dutra, a queda deu-se na sexta feira, 18/4/15, quando ele estava encaminhando-se para a sua universidade, onde iria receber uma homenagem devido à sua aposentadoria.

Ele era Professor Titular do Department of Electrical Engineering and Computer Science, Syracuse University. Veja a página pessoal dele nessa universidade. Se essa página for retirada desse local devido ao falecimento do Hartmann, veja uma cópia local (sem a foto acima).

Depoimentos de colegas

Fernando Walter, Hartmann, Jurandyr e Dib em um labortatório, em 1963 (acione para ver ampliada)

Dib (T63), em 22/4/15

Fiquei chocado com essa notícia. O Hartmann morou comigo, mais o Fernando Walter, o Jurandyr e o Dutra por quase todo o período do ITA. Em anos recentes ele vinha com certa frequência a São Paulo para visitar a família e costumava comunicar a sua vinda ao Tyla e a mim. Almoçávamos juntos, e eu ainda lhe dava caronas no retorno à casa da mãe no Pacaembu. Notei alguma ausência mais recente mas não podia imaginar que houvesse algum problema de saúde ou outro fator que a causasse. Sabendo agora das circunstâncias da sua morte após uma queda, cirurgia e diagnóstico de paralisia irreversível, reconheço o mesmo exigente Hartmann da juventude iteana, que teve sempre um cuidado enorme com o seu preparo físico, e para quem receber as notas máximas não era suficiente.

Sinto profundamente essa perda, e compartilho com grande pesar a tristeza de todos os que o conheceram com a intimidade que o convívio no ITA e posterior permitiu, e envio à família, amigos e colegas o meu sentimento.


Isak (T63), em 22/4/15

Durante o primeiro ano compartilhamos o mesmo apartamento no H8B. O Hartmann sempre foi um colega muito sério e dedicado. Mal tinhamos tempo para curtir nossa amizade. Neste momento não há palavras, só tristeza e saudade.

Em 1959, na equipe de vôlei da T63 nas Olimpíadas Internas, junto com Barata, Hans, Luís Eduardo, Martinho, Amir, Dória, Bandel e Bartels

Luiz Alves (T63), em 22/4/15 Meu contato com o Hartmann foi muito intenso antes de entrarmos no ITA. As casas de nossos pais eram próximas e passamos o ano estudando um na casa do outro, preparando-nos para o vestibular. Estávamos juntos na praia quando recebemos o telegrama comunicando que tínhamos passado no exame e nos convocando para apresentação.

Depois que saí do ITA, no entanto, mal tive contato com ele e família, mas entendo que só mesmo um acidente poderia tê-lo levado ainda nesta nossa fase de vida.

Tyla (T63), em 24/4/15

Não convivi muito com o Hartmann, mas lembro de alguns fatos:

  • Ele indo estudar toda noite na biblioteca após o jantar.
  • No tempo do CPOR, ser convocado pelo sargento para demonstrar para nós como os exercícios deviam ser feitos.
  • A vibração e a felicidade dele ao pensar na noiva durante a nossa viagem à Europa. E a alegria ao mostrar as alianças que tinha comprado.
  • E depois, como comentou o Dib, as reuniões com ele sempre que vinha visitar a família aqui no Brasil.

</div>


Turma de 1963

Links externos

Resumo do TG
Ferramentas pessoais