Celso Maria de Queiroz Orsini

De wikITA

Prof Orsini e Maria Lúcia

Auxiliar de Ensino (Fisica) do Departamento de Física e Química de 1956 a 1958, licenciado em 1959.

Posteriormente foi professor da Escola Politécnica da USP.



Da coluna Obituário da Folha de São Paulo, 02 de dezembro de 2014:


Há quase 40 anos, Celso de Queiroz Orsini foi aos Estados Unidos pesquisar sobre poluição do ar.
Ao voltar para o Brasil, um ano depois, criou na USP o primeiro grupo de estudos dedicado ao tema.

Os trabalhos iniciais ele realizou em São Paulo, que já na época tinha níveis de poluição muito elevados.
Depois, examinou aerossóis de queimadas na Amazônia, algo inovador para a época.

Até o final da vida, preocupava-se com a situação do ar paulistano. As pessoas precisam usar menos carro, dizia.

Celso formou-se em física pela USP em 1954, instituição na qual se dedicaria ao ensino e à pesquisa até a aposentadoria, em 1989.

Antes, foi professor do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), onde conheceu Maria Lucia Cantanhede, filha do Prof Cantanhede. Casaram-se em 1956.

Ao lado dela, morou em Turim (Itália) e em Tallahassee (EUA), lugares de onde guardava boas lembranças.

Também gostava do litoral. Quando não podia entrar no mar, ia nadar no clube Paineiras, atividade que manteve até uns seis meses atrás.

Entre os amigos, era conhecido por seu espírito agregador e pelo jeito simples, de quem não se preocupava com bens materiais.

Aproveitou a aposentadoria para curtir os netos, assistir aos jogos do Corinthians e tocar piano para a família.

Morreu na terça-feira (25/11), aos 85 anos, de câncer. Deixa Maria Lucia, os filhos, Beatriz, Suzana e Paulo Luiz, seis netos, um bisneto e irmãos.

Links externos

CV no Sistema de Currículos Lattes


Professores do ITA

Ferramentas pessoais