Coreês

De wikITA

Modo de falar, dialeto ou até mesmo língua criada por um grupo de alunos da Turma 07. Apesar de muitas vezes incompreensível para nativos em português, ela se caracteriza pelo uso excessivo e muitas vezes recursivo de ironia (no caso!). Sofre fortes influências das gírias paraenses e cearenses - aratacas de modo geral - bem como de expressões e sonoridades do francês completamente deturpadas ("pule deturpéds!"). O nome coreês é uma homenagem à gíria "coréia", que no coreês significa "povão".


Expressões Exclusivas do Coreês

As expressões abaixo se caracterizam por terem significado somente para falantes do coreês. Para seu completo entendimento, interprete as traduções para o português (logo após o hífen) de maneira irônica, ou seja, seu significado é justamente o oposto daquele da expressão em português.

C de casa, B de bola! - Adianta! (ex: (A) "Prova do Lacava amanhã? Melhor eu meter gagá então!!!" (B) "C de casa, B de bola!")

Carol em inglês - Quero. (ex: (A) "E aí, bora jogar um racha?" (B) "Carol em inglês!")

Maçã em inglês - É pô!

Expressões Compartilhadas do Coreês

As expressões abaixo se caracterizam por terem significado para a comunidade iteana contemporânea ao coreês.

É buneco -

É demais - Não. (ex: (A) "E aí, bora fazer a lista do Adade agora?" (B) "É demais!")

No caso (variações: in the case, in der Käse) - vide É demais!. Outra aplicação: expressão introdutória de frases em coreês. Pode ser substituída por um "não" depois do sujeito para entendimento do sentido da frase. (ex: (A) "No caso eu vou fazer a lista da Taninha!")


Frases Complexas Aplicadas do Coreês

Vou chegar na balada de turbante. -

Mingal de milho! - Tem aveia!


Glossário

Ferramentas pessoais