Eduardo Paturalski

De wikITA

Homenagem ao Amigo Eduardo Paturalski

(Carlos Fernando Rondina Mateus) (ELE-96)


"O homem que ouve a razão está perdido. Ela escraviza todos aqueles pensamentos não suficientemente fortes para dominá-la."

(Bernard Shaw)


Difícil é lembrarmos de ti, amigo de todas as horas, sem que um forte aperto no coração comece a aflorar junto com as marcantes lembranças que uma pessoa ímpar como você nos faz suscitar.

Você, com seu jeito brincalhão e gestual, nos contagiava com suas mensagens de otimismo e sua forma positiva de encarar as dificuldades, transformando os obstáculos em detalhes e mirando os objetivos no horizonte.

Você, com seu profissionalismo saudoso, nos prendia a atenção com as histórias da aviação romântica, do rasante na curva do rio, do vôo "visual litoral" e do pernoite na "night".

Você, com sua energia sem limites, nos dava força para a "corridinha" da tarde ,o "gagazinho" da noite e a "cervejinha com caipirinha" do relax.

Você, com seus sonhos de um mundo mais justo, estaria chegando ao ponto de adotar a criança carente que um dia te inspirou a ser uma pessoa melhor.

Você, com sua pressa habitual, viveu dez anos a mil e parecia que antevia a brevidade de sua permanência nesta dimensão. Naquele fatídico Dia do Aviador, em 1992, quando a sua vida foi brutalmente interrompida, a nossa perdeu uma fatia que nunca será reposta.

O peito aperta pela tua falta, mas nosso egoísmo é compensado por sabermos que em algum lugar você está brincalhão, profissional, com muita energia, cheio de sonhos e com muita pressa de fazer alguma estrela brilhar ainda mais intensamente.


Turma de 1996

Ferramentas pessoais