Fernando Pessôa Rebello

De wikITA

(Diferença entre revisões)
(Link para Laboratório de Motores / PMO)
 
Linha 17: Linha 17:
Em 1956 o Professor Rebello participa, juntamente com membros do Rotary Club e da sociedade joséense, entre os quais o professor Everardo Miranda Passos, da criação da Fundação Joséense de Ensino, que posteriormente deu origem à ETEP (Escola Técnica Everardo Passos).
Em 1956 o Professor Rebello participa, juntamente com membros do Rotary Club e da sociedade joséense, entre os quais o professor Everardo Miranda Passos, da criação da Fundação Joséense de Ensino, que posteriormente deu origem à ETEP (Escola Técnica Everardo Passos).
-
O Laboratório de Motores, posteriormente PMO, funcionando como laboratório associado do [[ITA]], também foi chefiado pelo Professor Rebello durante o ano de 1959.
+
O [[PMO|Laboratório de Motores]], posteriormente [[PMO]], funcionando como laboratório associado do [[ITA]], também foi chefiado pelo Professor Rebello durante o ano de 1959.
Em 1965, na gestão do professor [[Luiz Cantanhede de Carvalho Almeida Filho]], o Professor Rebello torna-se vice-reitor.
Em 1965, na gestão do professor [[Luiz Cantanhede de Carvalho Almeida Filho]], o Professor Rebello torna-se vice-reitor.

Edição atual tal como 16h23min de 19 de março de 2018

Veja abaixo as palavras do Prof Rebello, escritas no quadro negro de sua sala do ITA e apagadas inadvertidamente por uma senhora encarregada da arrumação da ala da mecânica, registradas a pedido de Luciano Humberto Lampi em papel, para afastar o risco de se perderem:

Reflexões do Prof Rebello (clicar)


O texto a seguir foi escrito por Edson Luiz Zaparoli (MEC-77) e publicado n'O Suplemento 22, de janeiro de 1998:

Nascido na cidade do Rio de Janeiro em 23 de janeiro de 1913, formou-se engenheiro civil pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro em 1936.

Posteriormente ingressou na Escola Técnica do Exército para cursar engenharia aeronáutica entre 1939 e 1941. Neste curso foi colega do futuro Marechal do Ar Casimiro Montenegro Filho.

Logo após a graduação como engenheiro civil, começava o envolvimento do Professor Rebello com a aviação: de 1937 a 1941, engenheiro das Oficinas Gerais da Aviação Naval; de 1941 a 1943, chefe do Departamento Técnico da Fábrica do Galeão; em 1942 fez estágio na Fábrica de Aviões Fairchild, em Maryland-USA; de 1944 a 1945, chefe do setor de aviação das Oficinas Henrique Lage; de 1945 a 1946, engenheiro da Cia CISPER.

Entre 1947 e 1948, como professor assistente do COCTA começa a ligação com o ITA. Em janeiro de 1949, o Professor Rebello foi nomeado representante do COCTA junto à CAB (Comissão Aeronáutica Brasileira) em Washington, permanecendo neste cargo até julho de 1953. Neste período, os trabalhos desenvolvidos foram procura de pessoal nos EUA para trabalhar no ITA, aquisição de equipamentos e obtenção de experiência no setor de motores de avião que, segundo correspondência do professor Richard Harbert Smith, primeiro reitor do ITA, era "o mais altamente desenvolvido da engenharia mecânica". Nesta época o Professor Rebello aproveitou para frequentar um curso de máquinas térmicas na Universidade de Georgetown, Washington e realizou estágios na Westinghouse e na General Motors sobre fabricação de motores à reação. Nesta missão partiu do COCTA no Rio de Janeiro e retornou direto para o ITA em São José dos Campos.

Já como professor associado do Departamento de Motores da Divisão de Aeronaves, em 5 de agosto de 1953 o Professor Rebello é indicado Assistente do Reitor, professor Andre Johannes Meyer e fica no cargo até 20 de abril de 1955. Volta a ocupar este cargo no período de 23 de janeiro de 1957 a 15 de agosto de 1958, agora com o reitor Samuel Sidney Steinberg.

Em 1956 o Professor Rebello participa, juntamente com membros do Rotary Club e da sociedade joséense, entre os quais o professor Everardo Miranda Passos, da criação da Fundação Joséense de Ensino, que posteriormente deu origem à ETEP (Escola Técnica Everardo Passos).

O Laboratório de Motores, posteriormente PMO, funcionando como laboratório associado do ITA, também foi chefiado pelo Professor Rebello durante o ano de 1959.

Em 1965, na gestão do professor Luiz Cantanhede de Carvalho Almeida Filho, o Professor Rebello torna-se vice-reitor.

Posteriormente o Professor Rebello foi chefe do Departamento de Energia da Divisão de Engenharia Mecânica e também chefe desta divisão.

O Professor Rebello se aposentou em junho de 1980, sendo recontratado em agosto deste mesmo ano como professor adjunto. A partir de agosto de 1989 passou a trabalhar em tempo parcial (20 horas) e em fevereiro de 1991 deixou o ITA por aposentadoria compulsória por contar com mais de 70 anos.

A partir de sua aposentadoria, o Professor Rebello, que continua residindo em São José dos Campos, nos brinda frequentemente com sua visita aqui no ITA.

O Professor Rebello é casado com D.Laura Labarthe Rebello (Dona Lolita), pai de Glauco Labarthe Pessoa Rebello (MEC-65) e de Ana Lúcia Rebello Mac Dowell Gonçalves, casada com Victor Affonso Mac Dowell Gonçalves (AERON-61). Isto é muito envolvimento com o ITA, mesmo !!

Para finalizar, um agradecimento ao professor de termodinâmica durante as aulas e de princípios humanos na convivência.

Edson Luiz Zaparoli, janeiro de 1998.

Links externos

Vannucci, S. N.; Rebello, F. P. Performance de Fours Solaires Economiques por l'Usage Domestique. Portal UNESCO DOC da UNESCO. (Arquivo PDF acessado em 07/01/2016)



Professores Eméritos do ITA

Professores do ITA

ITA

Ferramentas pessoais