Luciano José dos Santos

De wikITA

Nome-de-bixo: Maomé

Entrevista a Fernanda Braga & Adriana Mascia, do SAPIS da UNIFESP em Maio de 2005:

Luciano José dos Santos, 62 anos, nascido em Maruim – cidade a 30 km de Aracajú – foi aprovado no vestibular 2005 pelo sistema de cotas na UNIFESP, para o curso médico, e também foi aprovado na FAMERP e na UNICAMP para o mesmo curso. Luciano casou-se há 38 anos, tem dois filhos e nos contou um pouco de sua história de vida, de seus estudos, de seus trabalhos e do seu desejo de tornar-se médico.

Ele cursou engenharia no ITA por dois anos e decidiu abandonar o curso, pois desejava trabalhar para ajudar sua família. Sua mãe era viúva e vivia com seus oito irmãos. Luciano nos contou sobre a dificuldade de retornar para sua casa nas férias, disse que pensava muito em sua família e sentia muita saudades. Então iniciou o curso de Matemática na Universidade de São Paulo e começou a trabalhar.

No começo de sua carreira dava aulas, mas logo conseguiu o trabalho que tanto queria numa empresa multinacional. Luciano trabalhou por um longo tempo até aposentar-se em 1996. Nesta empresa, ele recebia treinamento, tinha a possibilidade de estudar e ainda de viajar a trabalho. Inclusive já viveu cinco anos na Alemanha a trabalho, onde desfrutou de bons momentos junto de sua família. Após sua aposentadoria, ele trabalhou em um banco e, em 2004, fez cursinho para tentar aprovação em Medicina.

Quanto ao desejo pela medicina, Luciano nos contou que era um sonho de infância – “Toda criança sonha em ser médico” afirmou. Ele sempre planejou que após sua aposentadoria iria estudar medicina. Um fato interessante foi uma experiência pessoal com a doença que o motivou, ainda mais, a realizar seu sonho de tornar-se médico. Ele relatou que perante a doença de seu filho sentiu-se incapaz, o que acreditamos ser um sentimento de muitos de nós diante do desconhecimento ou até mesmo da ausência de recursos para a cura de algumas doenças. Mas a experiência teve final feliz, seu filho foi muito bem atendido na Alemanha e passa muito bem.

Luciano relatou seu encanto pela área da pesquisa científica - acha que com a pesquisa conseguirá beneficiar mais pessoas. Ele está ciente de seu novo papel na sociedade e afirmou estar muito feliz e entusiasmado em nossa Universidade.

Esperamos que ele aproveite muito bem estes anos que vêm pela frente e que tenha boas experiências em sua nova vida acadêmica.


Turma de 1968

Ferramentas pessoais