Pão dos Pobres de Nápoles

De wikITA

Cortesia do Marco Arcifa:

Uma semana antes de sua preparacao descascar um pote de dentes de alho (ou marotamente comprá-los já descascados em alguma feira, ou no Hortifruti aqui no Rio).

Jogar os dentes descascados em água fervente com um pouco de sal por um ou dois minutos.

Retirar com uma escumadeira e jogar numa tijela com agua e cubos de gelo por uns 5 minutos.

Enxugar os dentes com pano seco (um a um) e coloca-los num vidro (pode ser de maionese, copo de Nutella com tampa, etc...etc...).

Uma vez cheio de dentes calcular o volume dos vazios (aproxime os cálculos rememorando os cubos de face centrada ou outra estrutura cristalina de sua preferência).

Preencha os vazios com 3 quartos de óleo leve (canola ou girassol) e 1 quarto de óleo de oliva extra virgem.

Guarde na geladeira por uma semana.

Uma semana depois, tire as sementes e as cascas de 3 tomates médios bem maduros, comprados na xepa da feira, cortando-os ao meio.

Leve ao forno médio num pirex por 45 minutos antes preenchendo os buracos dos meio tomates com os alhos curtidos da semana passada. Regue com o próprio óleo do alho.

Numa forma de tefal coloque meio pão italiano de filão sem o miolo, levemente untado com manteiga por fora. Acrescente os tomates com alho pré-assados no pirex.

Polvilhe com queijo parmesão ralado grosso.

Leve ao forno por mais 15 minutos.

Gosto de um paladar Xintoista. Qualquer filho de italianos vai venerar seus antepassados depois de comer esse pão.

thumbs



ITA Gourmet

Ferramentas pessoais