Pedro Ivo Seixas

De wikITA

imagem:PedroIvoSeixas.jpg

Pedro Ivo Seixas nasceu no Rio Grande do Sul.

Aviador militar, graduou-se em engenharia eletrônica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP). Após a obtenção desse título, estagiou no Goddard Space Center, nos Estados Unidos, em 1965. De volta ao Brasil, participou das atividades espaciais conduzidas na base de Barreira do Inferno, no Rio Grande do Norte, em conjunto com cientistas brasileiros e estrangeiros.

Na década de 1970, participou durante três anos dos trabalhos da International Civil Aviation Organization (ICAO), em Montreal, no Canadá, integrando a Comissão de Navegação Aérea da entidade. Em 1974, foi eleito para presidir a comissão por um período anual de trabalhos.

Ainda na área da aviação civil, foi titular da Diretoria de Eletrônica e Proteção ao Vôo e presidente da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo, entre 1985 e 1987. Presidiu a Comissão de Estudos Relativos à Navegação Aérea Internacional, tendo ainda ocupado o cargo de diretor-geral do Departamento de Aviação Civil, órgão ligado ao Ministério da Aeronáutica, entre 1989 e 1990, depois de ter exercido diversas outras funções naquele órgão.

Ainda em 1990 - já com a patente de tenente-brigadeiro do ar, a mais elevada da hierarquia da Aeronáutica -, assumiu o comando da Escola Superior de Guerra (ESG), substituindo ao general-de-exército Osvaldo Muniz Oliva. Permaneceu no cargo até agosto do ano seguinte, quando foi substituído pelo almirante Ernani Fortuna. Ainda em 1991, passou à reserva.

Posteriormente, colaborou com Viação Aérea São Paulo (VASP), na qualidade de assessor da presidência da empresa, por ocasião da V Conferência da Aviação Comercial. Em 1994 assumiu a presidência da Sociedade Brasileira de Direito Aeroespacial, à frente da qual permanecia em julho de 2000. Em maio de 1998, presidiu a Conferência Internacional da ICAO, realizada no Rio de Janeiro, que discutiu o sistema de navegação aérea do futuro.

(Fonte: SOC. BRAS. DIREITO AEROESPACIAL / Internet.)




Participou ativamente das ações que determinaram o modelo existente no Brasil de controle aéreo.

Entre 1972 e 1990, exerceu os cargos de Diretor da Diretoria de Eletrônica e Proteção ao Vôo (DEPV) e do DAC, Presidente da Comissão de Navegação Aérea da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), da Comissão de Estudos Relativos à Navegação Aérea Internacional (CERNAI) e da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA).

Agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Aeronáutico em 1º de setembro de 1987.


Depoimento de Luiz Pinto de Carvalho (ELE-63) na Itanet:

O Ten-Brig. Pedro Ivo Seixas tinha condições para ingressar na escola para ser oficial, mas perdeu algum prazo, ficando impedido de fazê-lo. Não teve dúvida: entrou como soldado!

Depois, foi usando os recursos disponíveis para ir mudando de condição: foi a oficial aviador, entrou no ITA como oficial aluno, formou-se em ELE em 1961 e chegou a Tenente Brigadeiro.

Links externos

Resumo do TG

Os 14 magníficos pioneiros do programa espacial brasileiro.

Pensamento brasileiro


Turma de 1961

Ferramentas pessoais