Rosendo Santos Mourão

De wikITA

Foi professor da INFRA nos anos 80

Da época em que foi professor do ITA
Foto recente

Entrevista ao portal G1 da Globo quando da morte de Oscar Niemeyer:

A concorrência para construção do DCTA, na época Centro Técnico Aeroespacial (CTA), foi aberta pelo governo no final da década de 40 como primeiro passo no objetivo de criar uma indústria nacional de aviação.

A disputa para escolha do projeto foi fechada, de acordo com as regras definidas na época, e o escritório de Niemeyer venceu a concorrência entre cinco projetos apresentados para desenhar o complexo.

Dois anos após o concurso e com a posse do presidente Eurico Gaspar Dutra, houve um problema político: Niemeyer, um comunista, não poderia ficar à frente de um projeto da Aeronáutica. A solução para manter os projetos foi contratar outro escritório de arquitetos onde trabalhava Rosendo Mourão, ex-estagiário de Niemeyer.

"Eu tinha carta branca para fazer o que eu quisesse, porque os militares confiavam em mim e até preferiam quando eu não pedia ajuda a Niemeyer. Mas, por respeito a ele, segui todo o projeto à risca. Ele era uma pessoa muito boa. Me ensinou muita coisa", disse Rosendo ao G1. Segundo ele, Niemeyer era acessível e brincalhão. "Às vezes ele dormia na minha casa em São José para explicar mais sobre a obra do DCTA, escondido, com medo de ser preso pelos militares", disse.

Recebeu o Troféu Cassiano Ricardo de 2015 poucos dias antes de seu falecimento

Links externos

49a Semana Cassiano Ricardo


Professores do ITA

Ferramentas pessoais