Strip-tease no H15

De wikITA

A comemoração dos 100 dias da Turma de 1989 ocorreu de 13 para 14 de setembro de 1989.

Na quinta-feira, dia 14, houve o strip-tease no H-15.

A idéia inicial era que a moçoila ficasse com a calcinha e o sutiã. Mas ela se animou e acabou tirando o sutiã. Manteve a calcinha apesar dos gritos de "tira, tira".

A garota entrou no CTA escondida num carro e saiu mais escondida ainda. Não se sabe como, ela acabou posteriormente identificada pela aeronáutica e levada à DIVAL para reconhecer as fotos dos contratantes. Felizmente as fotos estavam 4 anos desatualizadas e foi impossível comparar os barbudos da época com os carecas de antanho.

No dia seguinte, houve a retaliação do MAer. Havia dezenas de soldados do batalhão de choque em torno do H15 além de pelo menos mais uns 2 caminhões, com mais soldados, ostensivamente parados nas proximidades.

Só se entrava no H15 com crachá, que quase ninguém usava no dia-a-dia. Os poucos que tinham o documento no bolso deviam passar por um soldado mal encarado para uma longa sessão cara-crachá-cara-crachá.

Alguns alunos se recusaram a entrar. Os poucos que já haviam entrado, resolveram sair. E todos se acumularam em frente ao refeitório.

Alguém ligou para a imprensa e 2 repórteres do jornal Vale Para Baiano chegaram ao local sem se identificar.

A cena então estava assim: soldados armados na entrada do H15, iteanos sentados no chão na rua em frente ao H15 interrompendo o trânsito e 2 repórteres documentando tudo.

De pirraça, muitos iteanos trocaram de crachá com algum colega. O Nelson Wang (ELE-91) estava em frente ao H15 e acabou preso por estar usando o crachá de um amigo. Mais tarde, os jornalistas identificaram o Nelson Wang como N.W. que é o apelido dele até hoje.

Um oficial apareceu por lá com uma câmera de vídeo e começou a filmar os alunos dando a impressão de "vou identificar todos vocês".

O Cláudio César Sanches (Mosca, AER-89) se colocou frente ao oficial e com a sua máquina fotográfica começou a tirar fotos do oficial filmando. Ao final das fotos, esse aluno se virou e saiu caminhando. Foi quando o oficial, irado, mandou um dos P.A.'s que ali estavam pegar o aluno estúpido. Este, no auge da sua estupidez, começou a correr, o que fez com que o P.A., um jovem de no máximo 19 anos, tirasse a sua arma da cintura e apontasse para o aluno (de costas).

Um milésimo de segundo após o P.A. sacar a arma, todos os iteanos que estavam calmamente sentados já haviam se levantado e estavam correndo feito doidos em todas as direções.

Felizmente nada aconteceu devido à intervenção de outros alunos e do próprio oficial.

No dia seguinte, a manchete da capa do Vale Paraibano, com foto, era sobre o cerco do H15. Já a manchete interna da Folha de São Paulo, publicada dias depois, dizia: "Strip-tease derruba Reitor do ITA", quando houve a mudança do Reitor, já prevista antes do strip.

Houve punição para os taifeiros e para todos os oficiais que estavam no refeitório.

Um taifeiro, na época, se defendeu: "outro dia entrou uma senhora aqui que a gente pensou que fosse irmã de algum aluno e de repente a maluca começou a tirar a roupa...". Esta frase ficou registrada no IPM, mas na verdade todo mundo ficou em volta da mesa olhando a "modelo" tirar a roupa, inclusive os taifeiros.

A conseqüência principal foi o cancelamento da formatura da T89 em território do CTA, além de uma cartinha aos pais falando do “mau comportamento” dos formandos.


Questionário do Bicho

Ferramentas pessoais