T62 Pedro Luiz: O Pedroca

De wikITA

O Pedroca

Hoje pela manhã liguei a televisão quando estava sendo entrevistado um simpático cidadão, que me pareceu octogenário a falar sobre uma grande cavalgada que havia realizado com dois outros companheiros.

Imediatamente exclamei:

– É o Pedroca!

E era mesmo, o meu xará Pedro Luiz, mais conhecido por seu apelido, dono da Fazenda Bela Vista, no município de Dourado, perto de Jaú, há tempo transformada em um hotel campestre. Eu me hospedara lá há uns vinte anos, com amigos, minha ex-mulher e meu filho caçula, onde, após uma curta cavalgada pela fazenda, ficamos conhecendo a história da outra, a enorme, feita a alguns anos de então pelo Pedroca, seu irmão e um empregado da fazenda. Tinham, quando começaram, respectivamente, 60, 62 e 64 anos de idade. Pelos meus cálculos, o Pedroca deve ter hoje uns 85.

O fato é que, lá pela década de 1990, patrocinados por uma Associação Brasileira de Cavalos Marchadores (ou algo parecido), os três e mais seis equinos partiram para a sua odisséia do Parque da Água Branca, em São Paulo, passaram pela fazenda Bela Vista, rumaram para o sul, indo ate o arroio Chuí, nosso extremo meridional, depois rumaram para o norte, passaram pelas Cataratas do Iguaçu, por Brasília e foram até a foz do Rio Oiapoque, nosso extremo setentrional, percorreram toda a costa brasileira, passando pelo Cabo Branco, nosso extremo oriental, e voltando ao Parque da Água Branca. Percorreram 19.500 km em dois anos e 45 dias! O terceiro cavaleiro ainda prosseguiu seu trajeto até a Argentina, com o que bateu o record mundial de cavalgadas, até então em poder de um canadense. Um vídeo de quase uma hora, no qual tinha uma entrevista com o Jô Soares, nos foi mostrado, ilustrando aspectos interessantes da aventura.

Eu fiquei tão entusiasmado com o feito, que convidei o Pedroca para repetir o trajeto comigo, só que de carro, e ele topou. Infelizmente, passados vinte anos do nosso encontro, tal projeto não se concretizou. Quem sabe agora?


31/7/2016

Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto

Ferramentas pessoais